23 Janeiro, 2020Aço ficará mais caro em 2020; siderúrgicas sobem na Bolsa

Após implementar, com sucesso, um aumento médio de preços do aço em torno de 10% no início do ano, as siderúrgicas veem espaço para novos reajustes ao longo de 2020. O próximo deve acontecer em março.

A expectativa positiva impulsionou as ações das siderúrgicas listadas na Bolsa (B3) nesta quarta-feira, 22. Por volta das 12h30, os papéis preferenciais da Usiminas subiam 9,5% e, da CSN, 3,5%.

No setor de aço, o anúncio de um aumento de preços não significa, necessariamente, que os clientes vão comprar o produto mais caro. Em períodos de crise, as negociações acabam saindo com descontos. No ano passado, as siderúrgicas fizeram algumas tentativas frustradas de reajustes diante da morosidade da produção industrial e da construção civil, principais demandantes do setor de aço.

Fonte: Exame